Samba no Município :: Antônio Cardoso

Mural especial :: Raizes do Samba de Tocos
Atabaques
Atabaques
Atabaques
Atabaques
Atabaques
Atabaques
Sambadeiras do Tocos
Sambadeiras do Tocos
Sambadeiras do Tocos
Sambadeiras do Tocos
Grupo de Samba
Grupo de Samba
Grupo de Samba
Grupo de Samba
Sambadeiras do Tocos
Sambadeiras do Tocos
 

 

:: O Samba de Roda ::

Sambadeira

Samba de roda é uma variante musical mais primitiva do samba, originário do estado brasileiro da Bahia, provavelmente no século XIX.

O samba de roda é um estilo musical tradicional afro-brasileiro, associado a uma dança que por sua vez está associada à capoeira. É tocado por um conjunto de pandeiro, atabaque, berimbau, viola, chocalho e triangulo acompanhado principalmente por canto e palmas.

:: Origem do Samba ::

O samba teria surgido por inspiração sobretudo de um ritmo africano, o semba, e teria sido formado a partir de referências dos mais diversos ritmos tribais africanos. Note-se que a diversidade cultural, mesmo dentro da raça negra no Brasil, era bastante notável, porque os senhores de escravos escolhiam aleatoriamente seus indivíduos, e isso tanto fez separarem tipos africanos afins, pertencentes a uma mesma tribo, quanto fez juntarem tipos africanos diferentes, alguns ligados a tribos que eram hostis em seu continente original. Isso transformou seriamente o ambiente social dos negros, não bastasse o novo lugar onde passariam a viver, e isso influenciou decisivamente na originalidade da formação do samba brasileiro, com a criação de formas musicais dentro de um diferente e diverso contexto social. O Samba de roda também é muito semelhante com o jongo.

:: O Samba de roda no município ::

o Samba de roda (ou roda de samba como é chamado no local) conseguiram absorver e representar o estilo de vida voltado para as atividades do campo. O município por situar em uma região de transição entre o recôncavo baiano e o sertão tem destaque pela sua diversidade étnica, cultural e natural.

Falar-se em Samba no município não pode ficar sem citar nas figuras de Antonio Ribeiro da Conceição "Bule-Bule" que nasceu intelectualmente do ventre das nossas ricas tradições e levou ao pulmão do mundo a nossa respiração cultural. Contribuindo com a constituição da identidade hospitaleira do Brasil na Comunidade Mundial. No ano de 2008, recebeu a medalha “Ordem do Mérito Cultural” do Ministério da Cultura, como guardião da memória popular brasileira.

A Organização das Nações Unidas (ONU) elevou o Samba de roda do recôncavo a patrimônio histórico e cultural da humanidade. onde tem o apoio da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB) e a Associação de Sambadores e Sambadeiras da Bahia (ASSEBA) O município de Antonio Cardoso acabou contemplado por este nobre título, por o Samba ser a herança da genética cultural dos seus moradores. Indispensável nas fantásticas noites de culto particular local por todo o municipio.

E também Paulo de Almeida Santos que atualmente faz parte da Associação de Sambadores e Sambadeiras da Bahia, da Associação Umbigada e da Federação Baiana de Terreiros de Candomblé. Além de outros anônimos que tem destaque pela contribuição para a sobrevivência das tradições locais.

:: Licutixo e chula é samba... ::

As margem do Rio Paraguaçu, em nosso municípios de Antonio Cardoso em Santo Estevão e Rafael Jambeiro, é onde a chula é chamada de coco e o corrido chamado de chula.

É onde evidenciámos o “Licutixo” nome de uma modalidade de samba rural, uma espécie de samba para desafio, muito praticado na nossa região e Santo Estevão. Um trabalho que reúne autênticas obras representando o gênero nordestino como os sambas de chula, cocos, xote e repentes, sob a direção musical do competente Luciano Bahia. Inédito e autoral (com exceção do samba de domínio público Licutixo de Tocos, gravado ao vivo pelo Grupo Sambadores de Tocos, na nossa comunidade), um álbum de cuidadoso instrumento de pesquisa sobre o samba rural, derivado da região sertaneja, mas com ligeira influência da chula do Recôncavo.

Samba | Tocos

:: Sambadores de Tocos ::

O grupo Sambadores de Tocos vem de uma pequena comunidade negra na Fazenda Tocos, aqui no município de Antonio Cardoso. Ele apresenta semelhanças com o Samba Chula do recôncavo – conhecido na região como Samba Coco - e o Samba Batuque, devido ao seu ritmo repicado em dois atabaques cavados em tronco de árvore. Uma das modalidades que o grupo preserva é o Licutixo, espécie de Samba Rural que consiste em versos complexos que, aliás, precisam ser cantados de forma muito rápida e que trazem algum recado que exige do participante ser atento para não perder o ritmo.

Reunindo assim vários sambadores e sambadeiras do grupo cultural de Tocos como: Zé Borboleta de Santo Estevão Velho, Zeca Cacete, Rochinho, Marcelino de Alípia, Mandio de Olegária, Benjamim de Vicente e Miguel de João de Augusta, seu irmão. Lembramos também dos organizadores de novenas e sambas como Vardinho de Negídio, Zé de Erculano, Joaninha de Jove e Sr.Vavá Cardoso onde em sua casa sempre a grande roda de samba, as noite regradas de cachaça e do tinir dos pandeiros onde o mesmo gritava: — "Negrada, eu quero rojão".

Fontes: Arnaldo da Silva Soares

Obs: O texto acima é editado com bases em informações pesquisadas
através da Internet e arquivos cedidos pelo historiador citado

 

participe no orkut
participe do Facebook
Siga-me no Twitter

Eventos :: Recentes

Comunidades

 

Galeria de Fotos

Praça Bule-Bule Igreja, Praça Matriz Igreja, Praça Poço Rio Paraguaçu Passeio de Carroça Rio Paraguaçu

 

Eventos

Este site exibe seu conteúdo de forma pública onde possui propaganda, vídeos e noticias por meio de terceiros, os mesmos podem utilizar cookies e/ou web beacons quando um usuário tem acesso às páginas. Os cookies que podem ser utilizados associam-se (se for o caso) unicamente com o navegador de um determinado computador.

 

Sobre

Todas informações vinculadas em nosso site são referente ao município de Antônio Cardoso no estado da Bahia, as mesmas informações não são ligadas ao o uso pessoal ou orgãos públicos por serem fornecidas de forma espontânea e pública através do povo do município.